Estruturas provisória no térreo do Museu de Arte do Rio

Estruturas provisória no térreo do Museu de Arte do Rio

28/02/2019

O Museu de Arte do Rio (MAR) convidou o escritório carioca Estúdio Chão para desenvolver um projeto que compõe o programa da exposição Arte, democracia e utopia. A estrutura temporária abrigará um fórum de debates com programação variada, que inclui reuniões, ensaios, oficinas e performances.

 

A intervenção temporária foi batizada de TransBorda e ocupa o pilotis do edifício, junto ao fechamento de vidro do térreo do museu. Os suportes variam desde arquibancadas até elementos lúdicos, como redes, escorregadores e paredes de escalada. A estrutura metálica da intervenção foi pintada com tom semelhante ao fechamento de vidro dos pisos superiores do museu – no trecho da Escola do Olhar –, dialogando com a arquitetura do prédio, criada pelo escritório Bernardes Jacobsen.

 

A armação provisória provoca a reflexão sobre os limites da ocupação do corpo no espaço público, uma vez que os indivíduos são convidados a transgredir as barreiras que limitam a própria instituição. O acesso controlado ao térreo do museu contradiz o espaço livre dos prédios modernos, pensados para promover espaços abertos aos transeuntes. A mostra fica em cartaz até o dia 16 de maio.

(Foto: Renato Mangolin)

(Foto: Renato Mangolin)

(Foto: Renato Mangolin)

(Foto: Renato Mangolin)

(Foto: Renato Mangolin)

 



Habitação de Interesse Social

por Bete França e Maria Teresa



Studio SC

por Studio MK27



Casa do Bomba

por Sotero Arquitetos


Newsletter